Lugares para viajar em Março



Março possui um dos feriados mais deliciosos do ano: a Páscoa! Apesar dos deliciosos ovos de chocolate, a Páscoa é um feriado religioso, cultuado por muitos de diversas maneiras, uma delas é visitando uma das muitas cidades onde a fé é capaz de atrair turistas de todas as partes do Brasil e do mundo, motivados sempre por um objetivo maior. Abaixo, apresentaremos cinco destinos religiosos para você reacender sua fé enquanto descansa.

A Basílica de Nossa Senhora Aparecida fica na cidade de Aparecida, no interior do Estado de São Paulo. A cidade ficou famosa como um local religioso após três pescadores que, após lançarem as redes por várias vezes sem sucesso, acabaram fisgando uma imagem de Nossa Senhora. Após este evento, a pesca tornou-se abundante. E daí proveio o milagre da Virgem Morena, a nossa senhora no simbolismo religioso latino-americano. Um altar foi improvisado, a vizinhança se reuniu para rezar o terço – o que tornou-se tradição na vila, que cresceu para tornar-se a cidade de Aparecida. O município situa-se a 168 km de São Paulo, a leste do estado, na microrregião do Vale do Paraíba. Cerca de 8 milhões de romeiros visitam a cidade durante o ano, sobretudo nas datas mais importantes do calendário cristão. Durante as romarias e peregrinações, existem apoios da própria Basílica, com ambulatórios, sala de batizado, capela de penitência, sala de promessas, berçário e salão para refeições, além de bazar e exposição, museu e estacionamento.

E na região Nordeste, em Pernambuco na cidade de Nova Jerusalém, todos os anos, nas semanas que antecedem a Páscoa, realiza-se o espetáculo da Paixão de Cristo de Fazenda Nova, na cidade de Brejo da Madre de Deus. O evento é encenado no maior teatro ao ar livre do mundo. Todo o cenário é composto de uma muralha de pedras e 70 torres. Os cerca de 500 atores se deslocam entre o Palácio de Herodes, o Fórum de Pilatos, o Cenáculo de Jesus numa réplica de Jerusalém no árido agreste pernambucano. São duas horas de espetáculo, com um imenso público que provém de todas as partes do Brasil e do mundo.

Uma festa da cidade de Belém que remonta a outra lenda do aparecimento da imagem de Nossa Senhora de Nazaré, desta vez, próxima ao rio Igarapé. A imagem teria sido vista por Plácido José de Souza, caboclo da região, que decidiu levar a imagem da santa para o barraco onde morava. Ergueu-lhe um humilde altar, onde orava fervorosamente. No dia seguinte, porém a imagem tinha sumido e, ao procurá-la encontrou-a novamente entre as pedras. O episódio se repetiu outras vezes, chegando aos ouvidos do governador da época, que ordenou que a imagem fosse levada para o Palácio do Governo, onde ficou sob intensa vigilância. Ainda assim pela manhã, o altar estava vazio. Impressionados, os devotos concluíram que Nossa Senhora queria ficar às margens do rio Igarapé. A ermida, então, foi edificada ali, ao lado de onde Plácido construíra a sua casa.

A inauguração da igreja ocorreu em 1941, já com o título de Basílica. De linhas arquitetônicas romanas, o templo tem 62 metros de comprimento e 20 de altura. O interior tem a nave central e duas naves laterais, divididas por 36 colunas de granito róseo. O Círio é um conjunto ou sequência de rituais que tem início no segundo sábado de outubro, com uma procissão noturna. São 15 dias de procissões, muitas horas, num longo percurso por Belém. Além disto, existem as comemorações religiosas, com as missas, novenas e romarias, além do arraial, com barracas, feiras, parque de diversões e fogos de artifício. O ponto alto da festa é o almoço do Círio, com comidas típicas, como o pato no tucupi, a maniçoba, o tacacá ou o casquinho de caranguejo. O desfecho ocorre no quarto domingo de outubro, na procissão de retorno, chamada Recírio.

Situada a 75 km de Florianópolis está Nova Trento. Fundada em 1875 por colonizadores italianos, conserva as heranças da fé cristã trazidas pelos imigrantes da região de Trento, norte da Itália. Esta cidade do Estado de Santa Catarina passou a receber um número grande de visitantes após a beatificação de Madre Paulina em 1991, e sua consequente canonização em 19 de maio de 2002, fazendo dela a primeira santa brasileira. Nova Trento tem dois roteiros religiosos aos cerca de 20 mil romeiros e turistas de todas as partes do País, que chegam mensalmente à cidade. O primeiro é o bairro de Vígolo, a cinco quilômetros do centro, onde ela iniciou seu trabalho assistencial, dedicando-se aos enfermos e às crianças. Existe até uma réplica do casebre onde ela se instalou para cuidar de uma mulher com câncer.

O outro roteiro é o museu que funciona no mesmo prédio da congregação onde a freira morou a partir de 1895, quando ingressou na vida religiosa. Além de documentos e objetos pessoais da madre, o museu guarda a cama onde ela faleceu. Os fiéis que visitam o local deixam pedidos e orações sob o colchão de palha que cobre a cama.

Relacionados

Deixe um comentário